''Fechar-se não está com nada , as pessoas são sempre o que de melhor existe .''
(Caio F. Abreu)

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

poeminha da minha vida




mudei a cor dos dias
nada mais de cinzas
nada mais de choros.

mudei a cor da alma
que no fundo lamentava
não ter encontrado paz.

mudei todas as cores da vida
desde que tomaste conta dela
me ensinando o quanto és bela.

a vida que me mostra
com cheiro de alegria
para encarar o dia-a-dia.

o sorriso se faz presença
no fim de cada dia
e, me sinto inteira, enfim...

5 comentários:

Aldenora Cavalcante disse...

É disto que nossa amadurêncencia se abastece: da mudança constante de cores e sabores.

Jeff disse...

Me lembro de uma frase. De Jung se não me engano: " Não se trata da perfeição, mas sim da totalidade"

Abraços!

Thaís. disse...

A gente vive em constante mudança para nos sentirmos cada dia mais inteiras...

disse...

"mudei todas as cores da vida desde que tomaste conta dela" - tem gente com o dom de mudar as cores de tudo mesmo, né?
Lindo, lindo!

Retrato de Mim disse...

Adorei essa "metamorfose" em palavras, lindo demais...

Beijocas!

Related Posts with Thumbnails