''Fechar-se não está com nada , as pessoas são sempre o que de melhor existe .''
(Caio F. Abreu)

terça-feira, 6 de julho de 2010

Caranguejo amante



Coisas de quem quer alguém por perto. Coisas de quem tem um coração carente. Coisa de quem ama demais. Coisas, essas todas enroladas em um pergaminho e mandado para mim. Sou esta, um milhão de coisas de amor misturado e com devaneio, até mesmo chegando ao extremo, sofro convulsões mentais de amor. Rolo, choro, grito, esperneio e finalmente, admito: eu amo demais. Sofro de uma doença inexplicável e incurável. Entendível e o que houver a mais para definir. Sofro de excesso de amor.
Sinto que amo o tempo que me envelhece e faz com que os dias passam depressa. Amo porque tenho a necessidade de simplesmente amar e levar comigo cada pedaço desse tempo voante. Passa-tempo, tempo que passa com passatempo de chocolate e um café à tardinha olhando o céu, quando vi já era noite. Passou o tempo e levou o dia. E eu o amo por isso, por levar os dias e trazer outros e levar o sol e trazer a lua. Eu amo essa rotação toda que me roda, me gira, me enlouquece, aquece, esfria. Eu amo demais.
Sinto que amo o vento, seja frio ou quente – eu o amo. Amo simplesmente por esfriar ou aquecer. Por fazer voar os meus cabelos curtos e eu sentir aquele ar de liberdade. O amo por não mentir e não fingir, pois o vento não nos engana e eu tenho loucura por isso. De um lado para o outro, frio ou quente, o vento não mente. Ou redemoinhos ou ventanias ou simplesmente a falta de vento. É incrível! A variação dele, as mutações e até mesmo o esconderijo. O vento é lindo, prazeroso, digno de um amor excitante, eu diria.
Amo tudo que está à volta, até mesmo os que não merecem. Amo porque somente o amor é capaz de causar mudanças. Amo porque somente o amor é a causa de toda a emoção do mundo. Eu amo o que não merece ser amado aos olhos dos outros, pois eu quero mais é que todo esse amor seja espalhado. Quero ver amor em todos daqui a Marte. Quero ver brilhar os olhos desses não merecedores. Somente assim a vida irá ter gosto de felicidade! Aos invejos, amor! Aos loucos, muito amor! Aos que amam mais amor e mais amor e mais amor! Desejo amor ao mundo inteiro. E com o amor à loucura! E a loucura aos amantes. Ousem!
Tenho esse jeito de amar, explosiva e sem limites. Gosto de exagerar e extravasar a minha loucura aparentemente escondida e de repente: AQUI ESTOU EU GRITANDO FEITO UMA LOUCA, AMEM! Sou assim mesmo, uma gota explosiva que causa, sim, uma tempestade em um copo d’água.
Romântica feita àquela rosa vermelha de dias dos namorados, e calma, como aquele lírio quieto guardado desde os dias das mães, porém sinto necessidade de muitas vezes me tornar algo mais notável pela extravagância e necessito levar emoção ao coração alheio. Canceriana. Típica de um caranguejo regido pela lua, com mutações fora de hora e principalmente com excesso de sensibilidade. Sou eu, essa que tenta levar a todos um sentimento maior, uma emoção e até mesmo um motivo maior à vida. Uma sonhadora que, quase sempre, foge de sua sanidade. Porém, mesmo fora de mim e timidamente corajosa busco entregar o meu melhor. E, de fato, o meu melhor está nos sentimentos, na emoção e nesse meu modo de seduzir tudo e pior, ser seduzida. O que me leva muitas vezes à ilusão.
É tudo assim mesmo, sou uma compulsiva amadora – amo demais e muitas vezes, até demais. Amo por todos e saio por aí doando amor, gritando amor, sendo amor e querendo mais amor nesse mundo de transições. Louca, cada vez mais! Amante.

10 comentários:

Paulo Dionísio disse...

E a vida é feita para amar linda Tass. E bela escrita.

Benjamin disse...

Amar, amar, sempre amar de todas as formas se dar sem se importar com a retribuição. Que sejamos tolos por amar.
bjux Tassyane.

Marina Flora disse...

Loucos somos todos nós...
Loucos de amor, loucos de amar...
Amamos e nem quero saber como seria não sermos todos uns loucos.
Ser normal deve ser muito chato!

;)

Déborah Simões disse...

Adorei td por aqui.. Lindo, lindo...
Bjok, flor...

Rodolpho Padovani disse...

Adoreei esse... que todo esse amor gritado seja ouvido pelo mundo...

Bjs =)

Atreyu disse...

Amém e AMEM MUITO! Lindo post

Mariana Romariz disse...

Texto lindo, lindo, lindo! O amor nos faz loucos, mas quem é que vive sem o amor? Ser feliz, fazer alguém feliz, viver, é ser louco. Beijos :*

Mari E. disse...

td mundo eh meio louco, né? Amei o texto, amei o blog, tudo! hahaha bjão!

Cavaleiro da Triste Figura disse...

"Somente assim a vida irá ter gosto de felicidade! Aos invejos, amor! Aos loucos, muito amor! Aos que amam mais amor e mais amor e mais amor! Desejo amor ao mundo inteiro. E com o amor à loucura! E a loucura aos amantes. Ousem!"

XD
muito bom!!

Roberta Dornelas disse...

Texto lindo. O amor embriaga, acorda, acalma e instiga. Amar é viciante.

Related Posts with Thumbnails