''Fechar-se não está com nada , as pessoas são sempre o que de melhor existe .''
(Caio F. Abreu)

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Um drink com gosto de amor


Um toque e uma palavra. Ela ali sentada à espera do seu drink, com um tom de quem espera por uma palavra de consolo ou um abraço quente em plena noite fria. Ela com um riso escondido e uma rosa murcha em suas mãos finge estar tudo bem. Finge estar tudo alegre. Finge ser uma mulher contente – e era.
Quando os dias eram claros escondia-se sob o escuro e pedia a quem visse que não abrisse as janelas e muito menos as cortinas. Escondia-se do brilho, do sol e não se permitia sorrir. Fingia ser quem não é somente para encontrar um sonho de alguém. Não dela. Não era ela. Cabelos longos, claros e lisos; pele clara, rosada e sutil; jovem timidez surgia e aparecia por seus olhos cor de mel puxados para um tom de céu. Ela que mentia ao mesmo tempo em que sorria. Ela que de tão linda escondia-se por medo do amor.
Um drink forte e queimante que ela não nota. Desce rápido assim como o efeito. Ela dorme, finalmente, dorme. Em sonhos enxerga o caminho, em seus sonhos encontra uma paz e os pesadelos somem, torna-se nada em meio ao efeito repentino de uma dose. Uma dose de sentimento, uma dose de coragem – ou não, uma dose e mais uma e mais uma e mais uma de medo. Um medo que escurece, tinge e esconde a coragem, fantasia a vontade e ela o mata a cada gole. Ela toma, ela esconde, finge e engole sem sentir. Sem sentidos.
De um, foram mais, perdeu-se as contas. O efeito repentino do primeiro é lançado rapidamente aos vários outros como delírios absurdos de quem tanto quer aparecer. Assim, as janelas de sua alma que antes era escura abriram-se. Clareou. Sorriu. E mais uma vez fingiu e escondeu-se. Mais uma vez precisou de algo para poder sorrir e assim, ela não era contente. Ela não estava feliz.
Porém, apareceu alguém, um coração forte e sonhos claros. Com suas mãos fortes e um colo acolhedor pegou-a em seus braços e a tirou do escuro. Levou-a para um lugar em paz. Casas, pessoas, sóis, luas, rimas e cores. Ali sua vida mudou. Ali o deserto criou águas, os amores eram leves, o caminho era florido e sua alma era contente. Tudo isso era perfeito perto dos dias de angustia. E ela acreditava que tudo havia mudado, ela acreditou em sua vida de estrelas. E o céu, iluminou.
E assim, ela acordou e mudou todos os dias de sua vida. Um sonho muitas vezes leva-nos a loucura e a loucura requer que tenhamos medos e coragens. Sejamos durante todos os dias fortes. Em nossas vidas só haverá mudanças se mudarmos, do contrário a escuridão poderá permanecer. Ela aprendeu e assim, aprendeu a sorrir e viver em busca de felicidade. E o amor, a esse eu lhes conto depois.

9 comentários:

Lia Araújo disse...

Minha querida Tassiane!
Minha net tá pessima, menina!
Tirando todo o meu bom humor, affff
Passei só pra deixar um beijo
Ela já cai de novo.

Lia Araújo disse...

"Em nossas vidas só haverá mudanças se mudarmos, do contrário a escuridão poderá permanecer."

As minhas andam muito presentes!

Bjos querida

C. disse...

Que liindo, queria que as coisas mudassem na minha vida tb.

Taian disse...

Eu amo o seu blog e suas palavras :) Por isso te indiquei aqui: http://vocevaimever.blogspot.com/2010/06/premios.html

Jaíce Cristina disse...

'a loucura requer que tenhamos medos e coragens'...
A loucura, a 'nossa' loucura sã, é nossa arma, a válvula de escape.
Lindamente, mais uma vez. Admiro demais esse seu jeito de escrever.

Ninaaa . disse...

Muito lindo o texto, flor. Aliás, como sempre, né. Ah, e desculpa pelo tempo ausente, perdi o endereço do blog, rs. Enfim, beijos.

Renata Diniz disse...

Este texto tem muita relação com os atuais problemas sociais. Pessoas fingem ser o que não são, quando na verdade, o melhor caminho não é o fingimento e sim o sonho e a busca do ser feliz! Parabéns! Bjs.

pâற Gαяdєи disse...

Que texto maravilhoso...*.*
Quantos detalhes, quanta emoção. Nossa, AMEI ♥

Paulo Dionísio disse...

Menina brilhante.

E assim, ela acordou e mudou todos os dias de sua vida. Um sonho muitas vezes leva-nos a loucura e a loucura requer que tenhamos medos e coragens.

Related Posts with Thumbnails