''Fechar-se não está com nada , as pessoas são sempre o que de melhor existe .''
(Caio F. Abreu)

quarta-feira, 26 de maio de 2010

À flor da pele

Nos olhos que em sonhos me olham, encontro um amor. Encontro o amor sonhado e deixado de lado como meu café gelado. Deixo-o ali, calmo e quieto. Parado olhando-me com seu olhar terno e amedrontado. Olho-o como quem o quer com desejo de mulher e aquele amor sonhado de uma criança quando escuta um conto de fadas. Sei que não será, sei que será terno e que o eterno não existirá em extensão. Mas direi a ti, em sonhos ou não, intenso é e será.
Encontro-te em meus braços, tenho-o aqui bem próximo e o quero tanto que me esqueço. Esqueço desses medos tão citados e tão presentes em mim. Tenho-o aqui, junto a mim, a todo instante. O cheiro, o toque, o corpo, a pele, o beijo, a palavra e eu. E você. E a soma de nós dois e o resultado é a intensidade. É o amor. Esse está em mim e em ti. Esse é nosso, somente nosso e ninguém o toma de nós. Digo-te, meu bem, mesmo em sonhos posso senti-lo.
Nos lábios que em sonhos me beijam encontro o desejo existente em nós. Encontro uma saudade. Encontro a união de dois corpos, de duas peles e duas almas. Encontro eu em ti. Meu espelho mais perfeito de paixão. Estou aí, do lado, toca-me quente. Sinta-me completamente e beba-me. Desejo. Paixão. No fim da noite, ouça-me, diga-me e enxuga-me. Amor. Calma. Alma. Sentimos apesar do tempo e não esquecemos, mesmo que desejamos. Posso dizer-te hoje que sinto paz ao ter-te presente em meios sonhos. Digo-te que me traz vida. Tu, que temes em sonhar comigo, não temas coração partido. Tenha em teus sonhos o abrigo que encontro ao ter-te comigo, nos sonhos.
Lembranças, recordações e esperas. Estou à flor da pele. Louca, pirada e todos os derivados possíveis. Estou sentindo terna e necessitada de vida, de cheiros e flores; traga-me! Vermelhas, escandalosas e ao mesmo tempo delicadas e simbolistas do amor inesquecível que nos toma. Chegas de mansinho, amor arrebatador e enérgico. Tomarás meu tempo, tomarás meu peito, tomarás o desejo; amor doce-salgado. Digo-te logo: Toma-me.
Sem receio, sem apelos. Quero um beijo e um aperto. Quero tua alma junto da minha. Tua pele quente e clara misturada com a minha.
Calo-me, porém peço-te: fale! Diga-me com precisão e doçura, diga. O sentimento, o aperto e todo esse desejo.

8 comentários:

fabianasanchesgrecco disse...

oii...obrigada pela visita...ainda falta um vídeo naquele post...jaja ta pronto...bjsss

Paulo Dionísio disse...

Lindo Tas. Como todos né. Mas desse eu gostei muito.
Beijinhos.

Iriiz Campoz (! disse...

aaa, essa foto, esse texto! *-*
me trouxe lembranças tão boas!
beijo!
lindo demais aqui, sempre né?! :*

Lucas disse...

Rsrs quando eu digo que meu texto ficou chato é pq eu imaginava que ele iria ficar igual este seu completo, intenso, abordando tudo sei lá q faça viajar, ir parando e depois voltar

bjxxx
parabens

Jaqueline Jesus disse...

*o*
tão profundo...
Seu jeito de escrever é encantador, vc usa algumas palavras soltas que descrevem perfeitamente a cena. Lindo Tassyane :D
beijos

Ninaaa . disse...

Eu acho que não é necessário dizer mais nada, certo? Só: Lindo texto! Beeijos flor, e obrigada pela visita (:

Ninaaa . disse...

Eu acho que não é necessário nem dizer mais nada, certo? Só: lindo texto! *-*
Beeeijos flor, obrigada pela visita e volte sempre (:

Amanda Cabral disse...

apaixonante teu texto...
beeijo :*

Related Posts with Thumbnails