''Fechar-se não está com nada , as pessoas são sempre o que de melhor existe .''
(Caio F. Abreu)

domingo, 23 de maio de 2010

na boca vermelha, Marisa


Queria eu ser Marisa
andando pelo Monte
Escrevendo e cantando
com sorrisos de Monalisa

Queria eu um Vilarejo
onde a Gentileza sorrisse
para o desafeto
Da aurora até o mar

Amor I Love you,
e a Saudade não passa
nessa Maresia nessa alma
só à espera do teu beijo

O céu refletia o Seu olhar
que de longe me falava
com calma e com anseio:
O Amor não sabe esperar

O Que Me Importa
é seu sorriso, seu abraço
o bom papo com um beijo,
misturados somos um

Perdoa meu amor,
Pra ser sincero Preciso me encontrar
Lá de longe buscar
o meu Infinito Particular

Enquanto Isso Diga:
Eu amo você!
Serei sempre A Sua
e De mais Ninguém!

8 comentários:

Lia Araújo disse...

Nossa... vc tem que mandar esse poema pra ela, ela não tem um site, twitter, alguma coisa?
tb gosto muito dela!

bjos querida
p.s posso te mandar a música... tem outras lindas, procure sim!

bjos

Paulo Dionísio disse...

Nossa. Muito bem bolado querida. Adorei.
Quanto ao selo, bacana fofa, obrigado. Beijos.

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Adorei!

Helena Reis disse...

Também adorei e adoro Marisa.
Mande para ela sim.Aposto que também vai gosta muito.
Beijinhos, amiga talentosa.

Leo disse...

Ah eu sou fã de Marisa Monte,
lindo seu poema, adorei!

E, obrigado pelo selo, já
está postado lá no meu blog. :)

Mil Beijos!!!

May Ribeiro disse...

Incrível como você domina as palavras, Tass!

Jaqueline Jesus disse...

nossa ficou muito bom esse poema *-*

Um sopro de vida disse...

que lindo.

muito bonito sua criatividade.

gostei da suavidade do poema.
as rimas doces.


e essa foto de marisa, bem feita a escolha.
linda!

Related Posts with Thumbnails